Pular para o conteúdo
Voltar

Secretaria alerta sobre importância da prevenção ao câncer de mama

Em Mato Grosso, estimam-se 680 casos novos de câncer de mama para 2019. O maior número de óbitos é na microrregião da Baixada Cuiabana, seguida da Sul Mato-grossense e Teles Pires.
Ana Lazarini e Rose Velasco | SES-MT

O exame é realizado tanto pela rede de saúde pública e complementar - Foto por: Arquivo | Ministério da Saúde
O exame é realizado tanto pela rede de saúde pública e complementar
A | A

O Dia Nacional da Mamografia é relembrado nesta terça-feira (05.02) e tem o objetivo de sensibilizar as mulheres sobre a importância do exame voltado para a detecção precoce do câncer de mama. A doença é a principal causa de morte na população feminina mundial sendo que, no Brasil, estima-se o surgimento de 59.700 novos casos em 2019.

Em Mato Grosso, é previsto 680 novos diagnósticos, sendo 220 em Cuiabá para cada ano do biênio 2018-2019. De acordo com dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), o câncer de mama ainda representa 27,5% do total de casos de câncer em mulheres e é o mais incidente entre elas – seguido do câncer de colo de útero e cólon e reto.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza o serviço de exame de mamografia em alguns municípios e regionais de Saúde.

“O exame, como qualquer outro, é realizado tanto pela rede de saúde pública quanto pela complementar. Contudo, o SUS garante à toda brasileira o acesso gratuito à mamografia. Basta que o exame seja solicitado num posto de saúde ou hospital, por um profissional médico, um ginecologista ou um mastologista”, informou a servidora da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Covep) da SES-MT, Alessandra Cristina de Moraes.

MORTALIDADE

Em relação à mortalidade, o câncer de mama é o que mais mata mulheres no mundo, seguido do câncer de pulmão e colo do útero. Em Mato Grosso, o maior número de óbitos é na microrregião da Baixada Cuiabana, seguida da Sul Mato-grossense e Teles Pires.

O maior número de óbitos aconteceu em 2017, com 102 mortes causadas pela doença. O dado representa uma taxa bruta de 21,8 óbitos para cada 100 mil mulheres da Baixada Cuiabana. Conforme o aumento da faixa-etária, maiores são riscos e maior deve ser o cuidado preventivo.

“A vigilância do câncer é um componente estratégico para o planejamento efetivo e eficiente, como também para o monitoramento e avaliação de desempenho. Por meio dela, é possível conhecer e compreender a magnitude e o impacto dos vários tipos de câncer, seus aspectos etiológicos e fatores prognósticos, igualmente suas tendências, seus fatores de risco, além do efeito das ações voltadas à atenção oncológica”, concluiu Alessandra.

SERVIÇO

A coordenação da Covep esclarece que, em Cuiabá, existe a Central de Regulação do município, que conta com um quadro de médicos especialistas na área. O prazo médio de liberação de resultado do exame varia de acordo com o prestador de serviço. Em média, a espera é de 10 dias.

Mapeamento dos equipamentos de mamografia nos municípios credenciados pelo SUS em serviços públicos e privados:

Água Boa - Hospital Regional;
Alta Floresta - Hospital Regional Albert Sabin e CDI Diagnóstica Clínica Médica (terceirizado);
Baixada Cuiabana - Hospital Geral, Hospital do Câncer, Santa Casa de Misericórdia, Júlio Muller, AFIP - Associação Fundo de INCA, Psicofarmacologia Medclin - Centro Médico Diagnóstico, Clínica de Radiologia de Cuiabá, CEICO;
Barra do Garças - Centro de Referência Regional de Especialidades, Hospital Regional de Água Boa;
Cáceres - Hospital Regional Dr. Fontes;
Diamantino - Pactuou o serviço com Cuiabá;
Juara - Pactuou o serviço com Cuiabá;
Juína - Clínica Doyon, Prevênia Diagnostico por Imagem;
Peixoto de Azevedo - Hospital Regional de Colíder;
Pontes e Lacerda - Hospital Vale do Guaporé - Digital Life (terceirizado), Hospital Regional Dr. Antonio Fontes;
Porto Alegre do Norte - Hospital Regional de Água Boa;
Rondonópolis - Hospital Regional Irmã Elza Giovanela , Dicampa-Diagnostico por Imagens (terceirizado), Hospital das Clínicas de Primavera do Leste, Clínica Radiologica Oswaldo Cruz;
São Félix do Araguaia - Hospital Regional de Água Boa;
Sinop - Hospital São Lucas, Hospital Regional de Sorriso, CEM - Centro de Especialidades Médicas;
Tangará da Serra - Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito, Clínica Doyon.